Roer Unhas

Mesmo na idade adulta, roer unhas é comum. O hábito geralmente está as­sociado à ansiedade e à preocupação e serve como espécie de válvula de esca­pe para problemas pessoais.

Você sabia que o hábito, ou melhor, o vício de roer as unhas tem um nome próprio e um tanto estranho? O termo é onicofagia. Difícil de ser controlada, geralmente por estar associada a questões emocionais, a mania costuma gerar consequências que vão além de danos à aparência das unhas e machucados nos dedos. Ela pode comprometer a saúde bucal.

Roer as unhas deixa você doente: por serem mais difíceis de serem higienizadas, as unhas podem ser até duas vezes mais sujas que os dedos. A região, portanto, se transforma em um ambiente propício para a multiplicação de bactérias que podem ser transferidas para a boca e, consequentemente, para o resto do corpo, causando assim doenças.

Roer unhas provoca infecções: o hábito pode fazer com que bactérias, leveduras e outros microrganismos entrem em feridas abertas na região dos dedos e causar inchaço, vermelhidão e pus ao redor da unha. A condição é grave, dolorosa e em alguns casos pode precisar de ser cirurgicamente drenada.

Como parar de roer unhas?

Esta é a grande questão. Pode parecer óbvio mas o primeiro passo é efetivamente querer parar. Esta é a decisão mais difícil, que pode, inclusive, necessitar da ajuda profissional de um terapeuta para ser concretizada.

Depois deste grande passo, há inúmeros artefatos que podem ajudar: mascar chiclete, passar esmaltes com substâncias amargas, colocar unhas postiças, arrumar alguns objetos como bolinhas de borracha, por exemplo, para manter as mãos em movimento ou pintar as unhas e passar a ter por elas um cuidado muito especial.

No estômago

As unhas acumulam uma porção de germes e bactérias diariamente. Ao roê-las, ainda que a pessoas as cuspa depois, todos esses microorganismos podem ir para o nosso estômago e organismo.

Isso pode gerar de diarréias e intoxicações a problemas mais graves no intestino e no nosso organismo. Logo, mais um problema causado por um hábito até então inocente. Que tal tentar substituir por algo que não faça tão mal à sua saúde?

Leia também nosso artigo sobre Assintomáticos Podem Transmitir o Novo Corona Vírus?