Saúde Bucal

Cuidados com a saúde bucal são importantes e devem receber atenção diária em nossa rotina. Na terceira idade esses cuidados devem ser redobrados, pois assim como todo o corpo, existem fatores que contribuem para o enfraquecimento dos dentes e da gengiva.

As próteses dentárias, porém, acabam se tornando mais frequentes na vida dos idosos. Popularmente conhecida como dentadura, a prótese está longe de ser algo assustador e, na verdade, é a solução para aqueles que perderam seus dentes. Mas deve-se ter cuidado com a prótese, pois quando mal usada pode provocar dor, falta de retenção e colaborar com o aparecimento de microrganismo que podem provocar ardência e lesões na cavidade bucal.

A qualificação do profissional de Odontologia nas áreas de Gerontologia e Geriatria cresceu nas últimas décadas e também foi um importante fator para a melhora da qualidade de vida da saúde bucal do idoso.

Como posso manter uma boa saúde bucal na terceira idade?

Se você cuidar bem dos seus dentes e fizer consultas periódicas com seu dentista, os seus dentes podem durar a vida inteira. Independentemente da idade, você pode ter dentes e gengivas saudáveis se escovar pelo menos três vezes ao dia com creme dental com flúor, se usar fio dental pelo menos uma vez ao dia e se for regularmente ao dentista para exames completos e limpeza.

Escovar, Sempre!

Usando ou não a prótese dentária, é muito importante realizar uma boa escovação todos os dias após as refeições. O uso de fio dental e enxaguante bucal vale para todo mundo, incluindo quem faz uso de um prótese removível.

Boca seca

Medicamentos ou distúrbios de saúde podem reduzir a produção de saliva, que, além de gerar a sensação de boca seca, podem levar ao mau hálito, incômodo no uso da prótese ou cárie dentária

Higiene da Prótese Dentária

A limpeza das próteses totais e parciais deve ser feita após cada refeição, com a utilização de escova e sabão neutro. O uso de creme dental deve ser evitado por conter agentes abrasivos e causar desgaste à resina da prótese. Em relação às próteses totais, uma ou duas vezes por semana, deve-se mergulhar a prótese durante 15 minutos em solução contendo 220 ml de água e uma colher de hipoclorito de sódio a 2%. Para a higiene das gengivas, orienta-se massagem dos mesmos com gaze úmida. Se a prótese estiver machucando, orientar consulta com equipe de saúde bucal

Outros problemas comuns na terceira idade podem influenciar na saúde bucal?

Segundo o especialista, certos problemas bucais são mais propensos a aparecer nessa faixa etária, como a cárie de raiz, gengivite, periodontite entre outras. Uma das formas de evitar o surgimento dessas doenças, é dedicar cuidado especial a limpeza interdental.

Entenda melhor sobre o Alzheimer relacionado a higiene bucal em idosos

A amígdala é a parte do cérebro que abriga a resposta ao medo. O hipocampo e o córtex cerebral recebem e enviam mensagens para a amígdala, dizendo-lhes como reagir.

Pensamos no hipocampo, no córtex cerebral e na amígdala como estando na floresta. Em uma pessoa com Alzheimer, o caminho na floresta é bloqueado por ervas daninhas e a mensagem do córtex e do hipocampo não pode alcançar a amígdala”. Em contraste, os pacientes com Alzheimer geralmente ficam muito incomodados quando alguém escova os seus dentes e reagem.

Ao longo dos últimos anos, o número de hóspedes em casa de repouso que ainda têm seus dentes aumentou significativamente. Muitos precisam de assistência de higiene bucal em idosos, bem como outras formas de higiene.

é bastante importante ter uma boa higiene bucal em idosos, principalmente para aqueles que estão em fases de Alzheimer. Não ter uma boa higiene bucal em idosos, com a presença dessa doença pode agravar ainda mais o sistema imunológico deles, mesmo que alguns sejam mais resistentes que outros, é muito importante manter uma boa higiene bucal em idosos.

Leia também nosso artigo sobre Coronavírus: Cozinhar bem o Alimento é Eficiente para Proteção